o contador de histórias como ofício

M11-A1

Entrou por uma porta, saiu pela outra… Profissão: Contador de Histórias.


Você já pensou em ser um contador de histórias?


Todos nós narramos histórias: há milênios usamos a voz como forma de expressão e troca de informações. Mas atenção! Essa característica tão presente na nossa vida não é suficiente para trabalhar profissionalmente como contador de histórias.


Seja qual for a plateia, a narração de uma história tem um objetivo bem claro: potencializar a força de um texto por meio do olhar, do tom de voz, dos movimentos corporais…


A proposta do contador de histórias não é entregar uma história pronta. Ao contrário, é fazer com que o público use a própria imaginação. Como?


Para que essa magia aconteça na cabeça de cada um, vale tudo: recursos visuais, objetos e instrumentos musicais.


Mas cuidado! Aqui vale a máxima do menos é mais: quanto menos informação na figura do contador, mais força terá a sua narração. Você certamente já contou uma história! Mas será que você leva jeito para ser um profissional da área? Veremos a seguir!


--------------------------------------------------------


CONHEÇA 5 QUALIDADES DE UM BOM CONTADOR DE HISTÓRIAS:


■ GOSTA DE ESTAR COM PESSOAS - A narração envolve basicamente três elementos: uma história, quem conta e quem ouve. A profissão perde o sentido se o contador não gosta de lidar com pessoas.


O processo começa com o profissional sendo conquistado pela trama para, em seguida, pensar: como eu posso apresentar essa história ao outro?

 

■ CONHECE O COMPORTAMENTO HUMANO - Ninguém precisa ser graduado em psicologia, mas é importante ter noções sobre como as pessoas respondem a diferentes estímulos e situações.

Nunca se sabe qual vai ser a reação de cada pessoa. Pode ser que a história mexa com alguém de forma tão profunda que ela passe a interromper a narração e, de alguma forma, atrair a atenção para si, por exemplo.


O profissional precisa ter jogo de cintura para lidar com diversos públicos em diferentes situações. Então vale a pena conhecer um pouco sobre o complexo repertório chamado ser humano.

 

■ DESPRENDE-SE DE VAIDADE E ESTÁ ABERTO AO NOVO - O contador de histórias trabalha a serviço da obra literária – e, quando o ego é colocado na frente, a narração não funciona. Trabalhar a humildade também é importante.


Caso o profissional encare a narração achando que sabe tudo, parte do encanto se perde. Ao deixar o processo livre, sem imposições, o contador abre espaço para o que pode acontecer naquele instante.


Afinal, cada performance é única. Ainda que a história seja a mesma, o público, o dia, o ambiente, o clima, as emoções e as experiências nunca serão os mesmos. Prepare-se! Trabalhar nessa área é lidar com o fim das certezas.

 

■ ESTÁ SEMPRE ATUALIZADO E COM O OLHAR VOLTADO PARA O MUNDO - Para narrar, o contador precisa se esvaziar um pouco de si para se preencher do mundo. Gostar de ler, de conversar e escutar os “causos” do outro, de observar os lugares por onde passa são comportamentos que auxiliam no desenvolvimento do trabalho.


Também é importante estar sempre atento às novidades da área e fazer uma pesquisa frequente de recursos e possibilidades, avaliando o que deve ou não acompanhar a trama narrada.

Ter um repertório ampliado é essencial no dia a dia do contador. Caso aconteça um imprevisto e seja necessário um plano B, só quem tem boa bagagem consegue improvisar usando apenas o corpo e a voz.

 

■ RESPEITA O PRÓPRIO PERFIL - O contador deve valorizar seu corpo, sua trajetória de vida, suas habilidades. Claro que dá para se inspirar em outros profissionais e é sempre bom buscar o aprimoramento, mas sempre respeite o que traz dentro de si e seu jeito único de se expressar.


--------------------------------------------------------

OS ERROS MAIS COMUNS:


– Não valorizar a participação do público dentro da história;


– Dar mais espaço para recursos visuais e de entretenimento do que para a narração;


– Adotar um estilo caricato. Lembre-se que o narrador não é um personagem; ele é o condutor que passa por todas as situações, paisagens e personagens da trama.