Contação de histórias para incluir alunos com autismo

M12-A3

O momento da contação de histórias é muito importante para todos os alunos e muitas vezes temos dificuldades em engajar um aluno com transtorno do espectro autista captando sua atenção para atividade que é importante para estimular a linguagem, a criatividade, a interpretação de contextos e as habilidades sociais.


Pensando seguem 7 estratégias que auxiliam (de verdade!) na hora de contar e encantar com as histórias na sala de aula e em casa também. Vamos conferir?

1.  APROVEITE OS INTERESSES DO ALUNO COMO PONTO DE PARTIDA A HISTÓRIA:

Muitos autistas possuem interesses por meios de transporte (trens, carros, aviões), animais (da fazenda, dinossauros etc) super-herói, personagem de desenho animado, time de futebol. Insira esses elementos na história a ser contada.


2. NÃO LEIA A HISTÓRIA DIRETAMENTE DO LIVRO:

Como o tempo de atenção do aluno com autismo geralmente é reduzido e facilmente ele se dispersa para outra direção, o simples fato de ler a história pode fazer com que você perca seu público.


A estratégia para esses casos é narrar a história usando cartões plastificados com imagens para ilustrar o que está sendo dito.


3· USE CANÇÕES E ONOMATOPEIAS:

Outra forma de captar a atenção é  a dramatização da história, dê ênfase às palavras, modificando sua entonação de voz, insira cantigas que estejam no contexto da história e imite os sons (tic-tac, piuíí, chuá – chuá) a chamada onomatopeia.


4· USE NARRATIVAS CURTAS E QUE TENHAM CONEXÃO COM A REALIDADE:

Como os alunos com autismo tem dificuldade para compreender as informações abstratas, recomendamos que as histórias sejam criadas por meio de situações vivenciadas no cotidiano e que, preferencialmente, façam parte da rotina deles.


5· UTILIZE A HISTÓRIA COMO DISPARADOR DE ATIVIDADES PEDAGÓGICAS:

Podemos aproveitar esse momento de descontração para obter material de trabalho pedagógico. O uso de palavras simples (pipa, bolo, bala, bola, menino, gato, dia, noite) nos oferece opções para criar atividades que envolvam pareamento, letramento, classificação e muitas outras.


7. EXEMPLO PRÁTICO DE HISTÓRIA:


- Era uma vez um cavalo chamado Alazão (mostrar o cartão com a figura do cavalo).


- Alazão era amigo de um cachorro chamado Totó. (mostrar o cartão do Totó seguindo da pergunta: como faz o Totó? Auauauauaua bem exagerado).


- Um dia, Alazão e Totó saíram para passear na floresta. (mostrar o cartão do floresta).


- Estava um dia lindo de sol e foram beber água no poço. (mostrar o cartão do poço).


- Alazão encontrou sua amiga Nina, a girafa. (mostrar o cartão da girafa).


- Sabe o que a Nina tinha levado para floresta? (exagerar na locução).


- Uma cesta de frutas. (mostrar o cartão com a cesta de frutas).


- Foi um dia muito feliz! E fim.


SUGESTÕES DE ATIVIDADES ESTRUTURADAS:


– Pareamento de objeto com a figura do mesmo (miniatura de cachorro com a imagem do cartão do cachorro).


– Preencher as lacunas de uma imagem com figuras da história (imagem da floresta do lado direito da folha e as imagens do poço, do Alazão, da Nina e do Totó do lado esquerdo para o aluno inserir no espaço).


Ideal que as figuras estejam com velcro para melhor fixação.


– Identificar imagens referentes ao dia e a noite.


– Escrita de acordo com modelo apresentado (Nina, Alazão, Totó, Sol, frutas)